18 de jun de 2014

comentários
Avatar

Fansubbing – Desvendando o mistério



Olá pessoal, hoje iremos conhecer um pouco mais sobre o mundo dos Fansubs.
Um fansub de certa forma é qualquer trabalho em outra língua feito por fãs, mas o termo ficou mais conhecido com as séries animadas japonesas, ou seja, os animes.
No começo, os fansubs distribuíam seus trabalhos em fitas VHS pelos correios e por isso a atividade não era muito conhecida. Tempos depois com a chegada da internet, os fansubs digitais foram ganhando cada vez mais espaço até chegarem ao momento atual.
Quando se fala de fansub, as pessoas costumam ter algumas dúvidas a respeito do que exatamente o que eles fazem. Muitos pensam que, é só traduzir e juntar a legenda ao vídeo, mas não é bem assim…
Nas próximas postagens vamos nos aprofundar nas funções de um fansub, mas hoje vocês já poderão ter uma ideia básica de como essa atividade exige tempo e empenho dos membros.



type

Raw

Para começar o que é uma raw?
Raw nesse caso seria um arquivo de vídeo original podendo ser o mesmo vídeo exibido na TV japonesa, extraído de DVDs ou atualmente de BDs. O trabalho de um fansub se inicializa com uma boa RAW.
No início, o acesso a estes vídeos não era fácil, pode se dizer que era quase uma raridade conseguir um episódio em boa qualidade. Existiam duas funções dentro de um fansub para aqueles que conseguiam esses vídeos o Raw Provider e o Raw Hunter.
O Raw Provider era a pessoa que conseguia os arquivos de vídeos e geralmente era uma pessoa que morava no Japão, e essa pessoa faria a gravação diretamente da programação, para que em seguida pudesse distribuir para seus companheiros começarem a trabalhar nela.
O Raw Hunter tem basicamente a mesma função, porém essa pessoa não tem o mesmo trabalho com a gravação ou o envio das raws. Ele realiza uma busca na internet na procura de uma raw de boa qualidade e assim a disponibiliza para seus companheiros.
Hoje, existem sites especializados na distribuição de raws. Podemos citar alguns como o Zero-Raws e o Leopard-Raws. Por esse motivo o Raw Provider não é uma função muito comum hoje em dia, mas ainda existem grupos que tem um membro especializado em conseguir raws únicas para o fansub.

Tradução

As traduções no começo eram feitas diretamente do japonês, mas como pode se imaginar essa era uma tarefa muito complicada, pois encontrar um tradutor de japonês não era algo muito fácil na época, não que isso tenha ficado mais fácil hoje em dia. Muitos grupos adotaram a opção da tradução de uma língua estrangeira como inglês, espanhol ou até mesmo o francês.
Quando esse tipo de prática começou a ser usada, houve muita discussão sobre a qualidade da tradução, muitos acreditam que se a tradução do fansub estrangeiro esteja correta e o tradutor tenha um bom conhecimento do idioma a ser traduzido e do português não há grandes problemas, pois algumas vezes  é preciso fazer adaptações.

Revisão

Não há muito segredo quanto a essa função. Basta que o responsável por ela tenha um bom domínio sobre a língua sobre a qual está sendo feita a tradução, e esteja sempre atento a erros de gramática e escrita do  tradutor.

krk

Karaokês e Type

São duas funções que exigem uma boa dose de paciência, pois as ambas exigem certo conhecimento especifico do programa que se utiliza para essas tarefas.
O Karaokê Maker é responsável por criar os efeitos para os romajis das músicas de abertura e encerramento e também qualquer outra que apareça durante o episódio.
O Typer tem a função de criar efeito para placas, poderes ou efeitos da tradução, é uma atividade que requer muita paciência para que o trabalho fique o mais perto do original.
Atualmente existem ferramentas que auxiliam nessas funções como Aegisub ou o After Effects, mas ambas exigem um bom conhecimento e muita paciência.

Encode

O Encoder é o membro responsável pela união da legenda já revisada, do vídeo e dos karaokês. O mesmo tem que possuir um bom conhecimento de filtros e programas pois assim a imagem não perde qualidade durante o processo. Hoje em dia há dois tipos de encode o  Hardsub e o Softsub.
O Hardsub é um formato onde as legendas são fixadas permanentemente ao vídeo, tornando mais difícil alguma alteração no arquivo final.
O Softsub é o formato onde as legendas são anexadas e podem ser novamente extraídas ou mesmo editadas em um tempo menor que o Hardsub.

encode

A escolha do método de encode depende da orientação do fansub. Um bom Encoder, como já foi dito antes, deve ter conhecimento de técnicas de encode e experiência com os programas utilizados como por exemplo o Megui, além de possuir um bom computador, pois é uma tarefa  que demanda muito tempo..

Controle de Qualidade

Uma função que se complementa com a revisão, pois em ambas, a pessoa envolvida deve ter muita calma e atenção enquanto assiste o episódio a procura de erros e falhas que podem ter ficado após o encode. Em encodes em Hardsub como já foi dito o trabalho de correção é mais demorado caso seja encontrado algum erro, pois o mesmo tem que ser reencodado, já encodes em Softsub podem resolver isso aplicando um patch de correção da legenda caso seja erro na legenda, sendo erro de encode o mesmo também terá de  ser refeito.
Bom pessoal, dentro de um fansub essas são as principais funções e como disse no início do post ao longo da campanha vamos nos aprofundar mais em cada uma delas.
Bom por hoje é só. Até a próxima!